Sergio Krakowski dedicou boa parte de sua vida à esse instrumento de percussão tido como um símbolo da Música Brasileira. Cruzando diversas barreiras nacionais e culturais, Sergio atuou em diversos contextos musicais desde o Choro ao Jazz e a Música Contemporânea.

Krakowski já dividiu o palco com artistas como Maria Bethânia, Gonzalo Rubalcaba, Lenine, Beth Carvalho, B Negão, Trio Madeira Brasil, Yamandú Costa e Hamilton de Holanda dentre muitos outros.

Em seus mais de vinte anos de carreira profissional, se apresentou em diversos Festivais no Brasil tais como MIMO, Savassi Festival, TIM Festival e REC Beat e diversos programas de TV tais como RJ TV, Jô Soares, Altas Horas, Sem Censura e 5 edições do Som Brasil da TV Globo. Além disso Sergio já foi capa do Segundo Caderno do Jornal O Globo três vezes, com diversos de seus projetos.

Há três anos Sergio reside em Nova Iorque onde se envolveu com a nata do Jazz internacional colaborando com artistas como Anat Cohen, Kevin Hays, Edmar Castañeda e Cyro Baptista.

Apesar de estar envolvido em diversas colaborações internacionais, a proposta musical de Sergio Krakowski está sintetizada em seu novo disco "Pássaros: A Fundação da Ilha", lançado em 2016. Seis composições inter-conectadas por uma técnica minimalista criada por Krakowski chamada de metamorfose rítmica que se intercala a elementos de Jazz moderno criando um fluxo único e contínuo de musica.

É assim que Sergio propõe seu trabalho autoral onde atua como compositor, arranjador e músico ao lado de Vitor Gonçalves no piano, que colaborou com artistas como Hermeto Pascoal, e o renomado artista contemporâneo Todd Neufeld na guitarra, que já colaborou com Lee Konitz, Masabumi Kikuchi e Tyshawn Sorey, grandes nomes do Jazz de Nova Iorque.